Nerd Vision

Visão de raio X no mundo nerd!

10 segredos de Star Wars que você não sabia

10 segredos de Star Wars que você não sabia

Vamos mostrar 10 segredos da saga de George Lucas que você nunca soube e agora vai poder mostrar aos amigos nerds como esta antenado.

Leia e depois comente se sabia de alguns deste segredos com a gente.

1 – Decisão de Liam Neeson

Qui-Gon Jinn

Não é segredo que os prequels de Guerra nas Estrelas são consideradas grandes decepções; mas alguns aspectos dos filmes ainda se destacam.

Em a Ameaça Fantasma, a maioria dos espectadores adoraram ver Liam Neeson como Mestre Jedi Qui-Gon Jinn, pois o ator deu ao filme uma presença autoritária e uma gravidade que ele precisava.

Mas se Neeson tivesse usado melhor julgamento durante a fase de pré-produção, talvez nem tivéssemos conseguido isso.

Quando foi oferecido o papel pelo diretor/escritor George Lucas, Neeson aceitou o papel na hora … sem ler uma palavra do roteiro de Lucas.

Você também aceitaria um papel na saga né?

Ainda assim, é preciso se perguntar qual seria a reação se ele realmente se sentasse com o roteiro e visse que passaria a maior parte do tempo saindo com Jar-Jar Binks e conversando sobre midiclorianos.

2 – Yoda fala a verdade

Yoda

Império Contra-Ataca possui uma das reviravoltas mais famosas da história cinematográfica, quando Darth Vader (spoiler?) revela a Luke que ele é o pai do jovem Jedi (e não matou Anakin, como Obi-Wan havia dito).

A confissão balança o mundo de Luke, e foi uma surpresa que nem James Earl Jones acreditou que Vader estivesse dizendo a verdade quando gravou a famosa frase.

Consultando um psicólogo infantil, Lucas aprendeu que crianças menores de 12 anos não acreditariam na revelação de Vader, a menos que fosse 100% claramente declarado como fato.

Por esse motivo, Lucas incluiu uma cena no início do filme em que Luke pede a Yoda para verificar a alegação de Vader.

Sua frase, “Seu pai, ele é” era exatamente o que Lucas precisava para influenciar a platéia, já que Yoda era um herói e percebido como um ser honesto.

3 – Spielberg Não Pode Dirigir

Steven e George

Em um dos “e se…” mais tentadores da história de Hollywood, quase conseguimos um  filme de Guerra nas Estrelas dirigido por ninguém menos que Steven Spielberg em seu auge.

Ao planejar o Retorno dos Jedi, Lucas ofereceu a direção pela primeira vez a seu amigo de longa data, que estava saindo do sucesso de bilheteria esmagando Raiders of the Lost Ark  e  ET – The Extra Terrestrial.

Infelizmente, Spielberg teve que recusar o cargo, pois Lucas havia deixado a Director’s Guild após uma controvérsia acirrada sobre o famoso rastreamento de texto de abertura (The Guild havia multado Lucas e Irvin Kershner por terem todos os créditos de The Empire Strikes Back no final).

Spielberg ainda era um membro e não podia participar.

Com suas opções limitadas, Lucas teve que recorrer ao candidato desconhecido (e não sindicalizado) Richard Marquand.

Por mais emocionante que tenha sido ver Spielberg emprestar seus talentos à franquia, as coisas deram certo no final.

4 – Ford não queria voltar a ser Han Solo

Han Solo

Quando Star Wars se tornou um grande sucesso, os astros Mark Hamill e Carrie Fisher foram rápidos em assinar duas sequências.

O colega deles, Harrison Ford, não!

Acreditando que a história de Han Solo havia sido contada na íntegra, o ator não estava disposto a se comprometer com futuras aparições após Empire Strikes Back.

Esse foi um dos fatores que influenciou o congelamento de Han em carbonita, já que ninguém sabia se o ator voltaria à franquia.

5 – Lando é um Clone?

Lando Carlrissian

Depois de ouvir uma provocação em 1977, o público teve que esperar até 2002 para ver do que se tratavam as famosas Guerras Clônicas, ao saber que envolvia um exército de clones do caçador de recompensas Jango Fett lutando contra os separatistas da República.

Lucas teve muito tempo para resolver todos os detalhes, e o conflito passou por muitas revisões antes de se decidir pelo que era apresentado nas prequels.

Caso em questão: o velho amigo de Han, Lando Calrissian, foi originalmente concebido como um clone que lutou na guerra e levou uma legião deles a um assentamento planetário.

E sem conhecer todos os detalhes da concepção original de Lando, não podemos realmente dizer se isso teria sido um desastre ou não.

6 – Luke se torna Vader

Vader e Luke

Return of the Jedi tem um dos momentos mais emocionantes da trilogia, quando Luke e Anakin compartilham um momento emocionante como pai e filho antes que o Skywalker mais velho, falece.

É uma cena verdadeiramente bonita e oferece uma recompensa extremamente satisfatória pelo que os três filmes estavam construindo.

Ao trabalhar a história de Jedi numa das variadas versões, um dos pensamentos de Lucas era que Luke usasse o capacete de Vader depois que Vader morresse e proclamasse: “Agora eu sou Vader”, cedendo ao Lado Negro.

É fácil ver por que isso seria extremamente problemático.

Felizmente, Lucas mudou de idéia e foi com o final que todos conhecemos e amamos.

7 – Guerra nas Estrelas: flop do século

star wars logo

É engraçado pensar nisso agora, mas houve um tempo em que Guerra nas Estrelas era considerado um grande risco.

Mesmo tendo realizado o projeto dos seus sonhos, Lucas foi um dos que se convenceram de que o filme seria um desastre.

Ele não recebeu exatamente um impulso de confiança de seus amigos diretores, que principalmente concordaram com ele depois de ver um primeiro corte.

Brian de Palma chegou a chamá-lo de “o pior filme já feito” e ninguém estava particularmente esperançoso em sua qualidade potencial.

O único que foi profético o suficiente para ver a grandeza que Lucas havia criado era Steven Spielberg, que se afastou da exibição privada convencido de que seria um sucesso.

Se ele honestamente acreditava nisso ou estava apenas tentando fazer com que seu velho amigo se sentisse melhor está em debate, mas isso mostra que não é prudente ir contra Spielberg.

8 – Um distúrbio na Força

elenco

Lucas merece muito do crédito por criar Guerra nas Estrelas, mas ele não estava sozinho em fazer da trilogia clássica o que era.

O elenco e a equipe viram o produtor Gary Kurtz como uma peça igualmente importante do quebra-cabeça, pois ele desenvolveu fortes relações de trabalho com os atores e manteve tudo na pista.

Depois de colaborar com Lucas em Star WarsThe Empire Strikes Back, muitos ficaram de coração partido ao saber que Kurtz estava deixando a franquia quando ele e Lucas tiveram divergências sobre a direção de Return of the Jedi.

Os dois ex-parceiros não estavam de olho no que fazia Star Wars tão amado.

Kurtz acreditava que eram os personagens e a história memoráveis ​​que atraíram o público.

Depois que Caçadores da Arca Perdida se tornou um sucesso, Lucas estava convencido de que eles não se importavam com a narrativa e estavam apenas pelo espetáculo.

Basta olhar para a reação às prequels para ter uma idéia de qual lado estava “certo”.

No final do dia,  Jedi talvez tivesse mais espetáculo do que seus antecessores, mas felizmente a ausência de Kurtz não foi muito grande.

O roteirista Lawrence Kasdan estava lá para orientar a história e ainda proporcionou muitos momentos agradáveis ​​aos personagens para acompanhar a ação.

9 – O primeiro filme é o quarto?

letreiro

Quando foi lançado em 1977, o filme original era simplesmente intitulado Guerra nas Estrelas.

Somente com as sequências os “episódios” legendados se tornaram uma prática padrão para a franquia, com The Empire Strikes Back sendo apelidado de “Episódio V.”

Em um esforço para tornar as coisas mais consistentes, Lucas adicionou “Episódio IV – Uma Nova Esperança” ao rastreio de abertura de  Star Wars para o relançamento teatral de 1981.

O que era estranho nisso, no entanto, era que ele não tinha a trilogia prequel planejada na época.

Para todos os efeitos, a trilogia original era tudo o que conseguiríamos.

O raciocínio de Lucas para fazer o primeiro, o segundo e o terceiro filmes em quarto, quinto e sexto cronologicamente pode nunca ser conhecido, mas a Fox não ficou muito satisfeito com a decisão.

Temendo que os números romanos confundissem os espectadores, eles tentaram convencer Lucas a acabar com os números dos episódios.

Obviamente, eles não tiveram sucesso em suas tentativas, e cada parte da saga tem um numérico anexado.

Mesmo que o “Episódio VII” esteja sendo deixado de fora do cartão de título de The Force Awakens , você pode ter certeza de que ele estará lá durante o rastreamento do texto.

10 – Qual é o seu nome?

10 segredos de Star Wars

Nomes como Boba Fett, Palpatine e Ewoks são conhecidos tanto por fãs quanto por espectadores casuais.

Considere o seguinte: em toda a trilogia original, Palpatine é conhecido apenas como “O Imperador” e ninguém chama os Ewoks pelo nome apropriado de sua espécie (Han recorre a “bola de pêlo” e similares).

E até seus momentos finais em O Retorno dos Jedi, a identidade de Boba Fett é apenas “o caçador de recompensas” para aqueles que apenas assistem ao filme.

Então, como todos eles se tornaram nomes conhecidos?

É uma prova da força do marketing de Guerra nas Estrelas.

Por meio de figuras de ação, histórias em quadrinhos e outras formas de mídia, identidades pouco ouvidas, como Wicket W. Warrick e Palpatine, são um conhecimento comum, assim como Han Solo e Darth Vader.

É difícil imaginar esses personagens se tornando tão icônicos quanto são se tivéssemos termos genéricos para eles; seus nomes deram a eles algo único para lembrar deles.

Curtiu conhecer esses segredos da saga mais vista do universo? Comente e compartilhe em suas redes sociais.